Como ter fé nos tempos modernos I: Verdades sobre a fé (Parte A)



O conceito de Fé é relativamente complexo, pois a palavra é muito difundida e utilizada em diversos sentidos, por várias pessoas, em inúmeras situações, mas quando se indaga sobre o real significado temos uma infinidade de respostas, muito subjetivas que não respondem claramente sobre o significado do que é a Fé.

Quando se pergunta sobre Fé, o que temos são respostas a cerca do que se crê, ou das razões por que se acredita, dos benefícios em ser fiel, mas  o significado em si e o conceito de Fé é mais empírico do que teórico. Uma definição poética e extremamente rica em sua essência, que evidência a dificuldade conceitual do termo Fé, é a do livro dos Hebreus: “A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê” (Hb. 11,1).

A Palavra Fé é de origem latina, proveniente do termo “fides”, o qual significa “credibilidade”, “crença”, “confiança”. Ter Fé, portanto, é acreditar totalmente. Opõe-se a dúvida e a incredulidade, mesmo quando não se prova empiricamente o fato que se deposita a Fé. Como acreditar no que não se vê? Como acreditar no que não se pode tocar? Como um cego irá ter Fé? Como ter Fé na dificuldade? Como alimentar a Fé quando julgamos não precisar de Deus porque já estamos suficientemente bem resolvidos em nossas vidas? Como ter Fé em Deus quando o mundo diz para não termos Fé?

Sendo a Fé um fundamento da Esperança (Hb. 11,1), poder-se-ia cair na falácia de afirmar que não são três as virtudes teologais: Fé, Esperança e Caridade (I Cor 13,13), uma vez que sendo fundamento não seria uma virtude. Mas quando compreendemos a unicidade e individualidade de cada uma dessas virtudes, compreendemos a importância delas.

Numa concepção mais aprofundada percebemos que a Fé vai além do simples ato de crer. Esta definição é superficial e simples demais. Um fato interessante que demonstra esta impropriedade desta definição é o fato de até mesmo os demônios creem: “Crês, tu, que Deus é um só? Fazes bem. Até os demônios creem e tremem”. (Tg 2,19)

O que o ser humano entende como sendo a Fé? O que a Sagrada Escritura diz sobre a Fé? O que vale mais: a Fé ou razão? É possível conciliar Fé, Emoção e Razão?

...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sentimento Neutro

Eclesiástico: A alegria do coração é a vida do homem