sábado, 29 de agosto de 2009

2010: toc toc

Daqui a exatos 4 meses estaremos vivendo um tempo de correria. Será aquela semaninha parada entre o natal e as festividades do ano novo.

Já é dia 29 de agosto, logo 2/3 do ano passou e 2009 começa a ficar para trás. Daqui a pouco, portanto, começam as retrospectivas do ano, mas tudo continua como antes, só que chegamos em um nível que as coisas parecem piores...

2010 pede passagem. Ano que vem tem Copa do Mundo, a primeira da África. Terá eleição presidencial. Além de definição dos governadores, dePUTAdos fedarais e estaduais, por fim, mas não menos importantes, de senadores! Aliás você sabe como funciona o mandato destes? Ou sabe por que ora elege-se 2, ora 1? Pois bem... Ainda não sei em quem votar para senador... A vontade, de verdade, é de não votar e convencer uma grande maioria a não fazer, pelo menos para este cargo...

E ano que vem também acontecerão mudanças na vida de cada um, inclusive na minha. Para começar, logo no início do ano terei que escolher e definir um tema para o TCC - Trabalho de Conclusão de Curso e no fim do ano termino a facu... huhu...

Pensando bem... que venha 2010! Vem contudo ano que vem! Até porque prefiro anos pares!

P.S.: Só faltou falar das empresas que "darão" 2010 prêmios...

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Prefixo

Anti-flor
Dissabor
Anti-vida
Florida
Anti-flor
Amor

Pré amar:
Prejudicar
Pró amar:
Pomar/Procurar
Pós amar:
Postar

Amaldiçoar e abençoar:
Amar

domingo, 23 de agosto de 2009

Do velho tempo

Silêncio rima com reflexão
Antes pensava que sim, hoje não
Antes eu era criança
E pensava como um pequeno
Hoje não sou mais garoto,
Mas ainda tenho esperança
E penso, aiatualmente, como um menino

Metrório

Metrô lotado
Bilhete integrado
Orçamento apertado
Supervia ao lado
Estação Vicente de Carvalho
Rio de Janeiro
Zona Norte

Mais algum tempo
Gente apertando
Passando, ficando
Subindo, entrando
Saindo, descendo
Caindo, voltando e indo
Submundo
Caminhos comuns
Sobre trilhos diurnos
Limpos e imundos
Sobre trilhos noturnos

Cidade calor
Viagem metrô
Origem: Botafogo
Destino: Vila Cosmos
Zonas sul
Céu cinzento
Céu azul
Zona norte
Zona morte

Estácio estação
Catete station
Linha 1 fica
Linha 2 ou 1
Sentido Pavuna
Depois do Maracanã
Engenho da Rainha
Depois vem Vicente de Carvalho
Com isso, baldeação
Mudança de linha
Carioca shopping
Avenida Meriti
Longe e perto
Depende de tudo
Depende da referência

Rio
Mar
Favela
Fevereiro
Rio de Janeiro
Complexo de tudo
Rio
Lagoa
Mar
Praia e sol

Feriado, metrô lotado
Bilhete integrado
Trajeto contrário
Metrô Rio
Metrório!

sábado, 22 de agosto de 2009

História de Pedro

Pedro amava muito Vitória e um dia a matou. Foi até a Igreja e fez uma oração. Ele não pediu perdão. Apenas agradeceu a Deus, que é pai e bondoso, por mais um dia de vida e saúde, e por ter conseguido fazer tudo o que queria ter feito naquele dia.

sábado, 15 de agosto de 2009

Quarto de Criança

Um ursinho de pelúcia
Um pequeno herói de brinquedo
No boletim, uma denúncia
Seguro na mão do herói, perco o medo

Robôs e monstros enfeitam o quarto
São mais que adornos
Um sorriso aparece no porta-retratos
O leito sob a janela
O corpo semi-inerte quer se defenestrar

No chão daquele cômodo, brinquedos
Brinquedos de verdade e que despertam medo
Sequela da infância
Simplesmente lembrança
Escondido sobre a cama
Brincando de herói - segredo

Brinquedo brincando comigo
Não estou sozinho
Por isso, com o coração tranquilo, sigo
Afinal, brincar ainda não é pecado
É unicamente carinho
Não me sinto um maior abandonado
Não sei se faz sentido o que eu digo

Pegue meu carrinho debaixo da cama
Antes de apagar a luz e ir
Chegue perto do meu ouvido
Diz boa noite e fala que me ama!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Ponto de Vista

Eu olhei de novo...
E vi um caos inserido no cosmo
Vi confusão e guerra
Violência e destruição
Fome e peste
Falta d’água, causa sede
Falta d’água, devastação
Vi mãe chorar por filho em velório vazio
Engenheiro ser assaltado por falsos homens da lei
Vi que as leis não são cumpridas

Já vi filho matar pai
E bandido roubar para comprar pão
Assassino pedindo perdão
E o inferno cheio de crianças inocentes
Arremessadas de edifícios ou afogadas
E vi algumas sendo arrastadas
Por vários e vários quarteirões

Vi, pasmem quadrilha de políticos
(não me refiro a presidentes de senado
tava vendo filme, porque eu acredito neles
Por esta razão meu voto é Collorido

Já vi gente mentindo para se dar bem
E gente ficando em situações ruins por mentiras alheias
Só que aí eu olhei de novo
E vi que não estava vendo o passado
Não estava assistindo a um filme
Não tinha poderes, não era o futuro...
Fui olhar novamente e vi
Estava vendo face a face
Estava olhando por um espelho
Um espelho que estava em frente a janela lateral

domingo, 2 de agosto de 2009

Selo

Recebi este selo no dia 02 de agosto da Lih do blog:

http://lih-eu.blogspot.com/; que aliás é um blog supermaneiro e muito interessante - acesse aí!

Três desejos especiais:
Que o mundo tenha paz;
Que o Grêmio seja campeão;
Que os males, pestes, violência parem de fazer vítmas

Três livros perfeitos:
Não verás país algum;
O vendedor de sonhos;
Bíblia

Indique 5 blogs que você acompanha para receberem o selo:
http://ocappuccino.blogspot.com/

http://fabriciohans.blogspot.com/

Cão Selvagem

Poliedro

Rebuscando a Consciência

Obrigada Lih pelo selo, e a todos que comentam e tem lido o Revolução 29!

sábado, 1 de agosto de 2009

Do Canto Escuro do Cântico dos Cânticos – Parte I

_ Retribua-me todo amor que desperdicei com você
Devolva-me cada segundo que perdi ao teu lado
Faz o tempo voltar para um segundo antes de te conhecer
Retornemos ao instante que não deveria ter existido
Faça-me renascer e viva outra história
Saia como um raio da minha memória
Faça um favor a nós dois
Não me dê o desprazer de te rever
Não é tão bom, quanto o que vem depois
Afinal, nunca mais você vai me ter

_ Há meu amado!
Agora quem não quer mais nada sou eu
Eu cresci, amadureci e percebi...
Você não significa nada para mim
Ainda bem que chegou ao fim

_ Além de tudo, tu és ingrata
Tu és mulher amarga e infiel
Quis-me e sempre vai querer-me
Está a chorar por dentro
Minha ausência vai amarga-lhe como fel
Mas não assumi por medo e faz este teatro

_ Não sei o motivo que me levou a amar-te
Acho que um dia, eu fui ingênua e muito infantil
Você sempre interpretou um personagem gentil
E na imaturidade de meu ser fui gostar de ti

_ Infelizmente um dia te amei
Não é fácil gostar de quem trai agente
Se você não gostou, eu odiei
Nossa relação nunca existiu
Era superficial de mais para dizer que existia

_ Se você acredita que a relação não existiu
Eu terei que concordar
Duas pessoas estão juntas quando se amam
Não existe relacionamento em que só um quer

_ Vá com Deus minha ex-amada
Não quero continuar discutindo
Segue teu caminho rumo ao inferno
Vá para frente e não se lembre de mim

_ Na minha recordação você não existe
Aquilo ou aquele que passa na nossa vida
Mas não significa nada não pode ser lembrado
Como posso lembrar-me daquilo que não existiu?

Top 7