terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Despedida

Feliz Último dia de 2013!

Nos despedimos do ano atual com um simples: "Tchau!"

Que 2014 seja um Ano Melhor!

Seja bem vindo Ano Novo!

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

A Alegria do Fim do Ano

Chegando às vésperas do novo ano é tempo de Alegria. 


Para refletirmos um trecho do livro do Eclesiástico (Eco 30, 22-27):

"Não entregues tua alma à tristeza, não atormentes a ti mesmo em teus pensamentos.
A alegria do coração é a vida do homem, e um inesgotável tesouro de santidade. A alegria do homem torna mais longa a sua vida.
Tem compaixão de tua alma, torna-te agradável a Deus, e sê firme; concentra teu coração na santidade, e afasta a tristeza para longe de ti, pois a tristeza matou a muitos, e não há nela utilidade alguma.
A inveja e a ira abreviam os dias, e a inquietação acarreta a velhice antes do tempo.
Um coração bondoso e nobre banqueteia-se continuamente, pois seus banquetes são preparados com solicitude".

domingo, 29 de dezembro de 2013

29 Legião pro dia 29 de dezembro

Renato Russo na canção Vinte e Nove diz que:
'Perdi vinte em vinte e nove amizades
Por conta de uma pedra em minhas mãos'
Quantas amizades você perdeu em 2013?
Se perdeu não eram amigos...
Quem fez 29 amigos neste ano?
Solte essa pedra da sua mão no novo ano e não perca mais nada!

'Me embriaguei morrendo vinte e nove vezes
Estou aprendendo a viver sem você
(Já que você não me quer mais)'
Eu não bebo e a embriagues não existe
Eu não sofro, porque não tenho motivo pra sofrer...

'Passei vinte e nove meses num navio
E vinte e nove dias na prisão
E aos vinte e nove, com o retorno de Saturno
Decidi começar a viver.'
Não espere chegar aos 29 anos para aprender a viver...

'Quando você deixou de me amar
Aprendi a perdoar
E a pedir perdão.'

Eu ainda não aprendi nem a perdoar nem a pedir perdão.

'(E vinte e nove anjos me saudaram
E tive vinte e nove amigos outra vez)'
Se 29 é a perfeição, quando se repensa a vida
Você consegue se completar e se tornar perfeito!

Que 29 Anjos nos protejam nesse novo Ano!
São Rafael, São Miguel, São Gabriel Arcanjos,
Rogaem a Deus por nós!

sábado, 28 de dezembro de 2013

Pra não falar que não falei do Fim do Ano!

Noite
Dia
Madrugada
Manhã

Primavera chegando no fim...
Dezembro e verão
Que essa nova estação
Seja de partida e não de chegada

Noite
Dia
Sol
Lua

Mais chuvas, mais vento
Mais tempestades e o ano termina
E o Novo Ano começa outra vez
Chega-se ao novo começo

Feliz 4 últimos dias de 2013!
Seja bem vindo 2014!

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

A vida é simples como a matemática

A vida podia ser como a matemática:
Simples, Prática, Exata!

1 + 1 é sempre 2
Até que se prove o contrário
E vai ter gente que vai provar
Mas pra mim que sou pedra dura
Cabeça dura vai continuar sendo sempre 2

Matemática boa é a do pré
Onde mistura-se as bolinhas
E os palitinhos
e fazemos uma bagunça completa!

Você sabe tudo sobre matemática?
Nem eu sei tudo sobre a vida!
Viu como as duas se parecem?
Sempre algo novo e mais complexo!

Controverso: a mateática é simples ou complexa?
A minha vida é simples e simplesmente eu sou Feliz!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Nostálgico Fim

Últimos dias do ano...
É o momento oportuno para reflexão!
Chegou a hora das retrospectivas
E principalmente das perspectivas e expectativas
Novos planos, promessas, metas e sonhos
É chegada a hora de projetar um novo ano...

Quanta coisa se passou em 2013
Cada pessoa vai lembrar de um detalhe
De um momento: bom ou ruim...
Mas sempre fica algo que marca na lembrança

Difícil eleger um fato histórico
Apenas um que marque o Ano de 2013
A lista de acontecimentos é grande...
Mas o importante é o presente

Passado e Futuro não existem
O Presente sim: esse merece atenção!
Então, que o Ano termine Bem!

Das lembranças boas, ficam muitas saudades
E das dores, tristezas, derrotas e sofrimentos
Apenas as cicatrizes que nunca desapareceram
2013 um ano que chega ao fim clamando por nunca existir

Nostalgia e vontade de voltar para 2012, 2011, 2000 e pouco
Mas vamos nós para 2000 e muito
Vamos para às vésperas da debuntância do primeiro século!
E chegará nossas bodas de Cristal deste novo milênio...
Então é hora de viver o presente...

Feliz Fim de Ano!

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Utopia de Natal

Mais uma vez é chegado o Natal!
Salve falsidade mundana!
Salve maldade disfarçada!
Salve, Salve hipocrisia midiática!
Salve inescrupolosos medonhos!
Salve lobos revestidos de cordeiro!
Como diria Renato Russo em 'Pefeição':
'Salve toda nossa falta de bom senso(...)
(...)Vamos Celebrar com Festa, Velório e Caixão!'
E quantos caixões e velórios não são verdades nessa época?
Eis o tempo das chuvas
Época das tempestades
Chega as enxentes, inundações
É a festa de quem perde tudo
Comemorar a Vida, que nasce todo ano em todos os Natais
Salve a TV e sua programação
Composta por pseudo-assistencialismos
Salve pobre diabo que tem um prato de comida somente hoje
Porque tem gente que só come no Natal
E o resto do ano: passa mal!
Eis, mais uma vez o Natal...
Quero acordar amanhã e saber que é Natal de novo
E nos outros dias, ver todo mundo comemorando todo dia o Natal!
Quem dera que todos acordassem amanhã
A maioria, embriagado, simplesmente voltará a viver em janeiro
Porque a ressaca do Natal é curada com o porre do Ano Novo!
Então é Natal! Nossa! Que Legal!
Qual o sentido do Natal hoje?
Perdeu-se no tempo o verdadeiro significado!
Quero comemorar meu Natal Utópico!

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Mensagem de Natal 2013

Amanhã é Natal! Hoje, então, é véspera de Natal. Fiquei imaginando uma imagem que representasse bem a data da véspera do nascimento de Cristo e nada mais justo do que da Mulher grávida em seu estado final da gestação. Por esta razão esta figura da Imagem de Nossa Senhora da Expectação do Parto, que a Igreja Católica celebrou no dia 18/12 com as Antífonas do Ó, outro nome da mesma imagem: Nossa Senhora do Ó...

E como daqui a pouco já é Natal, por quê não comemorar com uma bela canção? Então fica a dica pra música do Natal de 2013: Pense Nisso - Sagrada Face


Então é Natal novamente
Como já diz a canção
Tempo de paz, harmonia
Confraternização
É hora de tirar o Menino-Deus do armário
E coloca-lo na mangedoura
Do presépio armado na sala de estar
Mas e quanto ao lugar
Desse menino em nossos corações
Quem de nós vai lembrar
De fazer se quer, suas orações?

Nos natais de hoje em dia
Ninguém mais lembra quem nasceu
Todos compram presentes
Mas se esquecem de Deus
Os Shoppings se enfeitam,
As lojas se enchem de luz
Só que ninguém nunca lembra
De dar parabéns a Jesus.

Então tudo vai passar
E ao armário ele vai voltar
Até chegar o ano que vem
Se é que alguém vai lembrar
Que o sentido do Natal
É ver Jesus de novo nascer
Mas qual é o sentido de nascer
Se ninguém lhe deixa crescer
Para lutar e vencer
Para vencer e morrer
E ressurgir glorioso vencendo a morte
Para isso e ele nasceu, para isso ele nasceu


FELIZ E SANTO NATAL A TODOS!

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Ó Emanuel - 23/12

Ó Emanuel,
nosso rei e legislador,
esperança e salvador das nações,
Vinde salvarnos,
Senhor nosso Deus.

O Emmanuel,
Rex et legifer noster,
exspectatio gentium,
et Salvador earum:
Veni ad salvandum nos, Domine Deus noster

domingo, 22 de dezembro de 2013

O Rex gentium - 22/12

Ó Rei das nações
e objeto de seus desejos,
pedra angular
que reunis em vós judeus e gentios:
Vinde e salvai o homem que do limo formastes

O Rex gentium
et desideratus earum
lapisque angularis,
qui facis utraque unum:
Veni et salva hominem quem de limo formast

sábado, 21 de dezembro de 2013

Ó Oriente - 21/12

Ó Oriente
esplendor da luz eterna e sol da justiça
Vinde e iluminai os que estão sentados
nas trevas e à sombra da morte.

O Oriens
splendor lucis æternæ, et sol justitiæ
Veni et illumina sedentes in tenebris
et umbra mortis. 

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Ó Chave de Davi - 20/12

Ó Chave de Davi
o cetro da casa de Israel
que abris e ninguém fecha;
fechais e ninguém abre:
Vinde e libertai da prisão o cativo
assentado nas trevas e à sombra da morte.

O Clavis David
et sceptrum domus Israel:
qui aperis, et nemo claudit;
claudis et nemo aperit:
Veni, et educ vinctum de domo carceris,
sedentem in tenebris et umbra mortis

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Ó Raiz de Jessé - 19/12

Ó Raiz de Jessé
erguida como estandarte dos povos,
em cuja presença os reis se calarão
e a quem as nações invocarão,
Vinde libertar-nos; não tardeis jamais.

O Radix Jesse
qui stas in signum populorum,
super quem continebunt reges suum,
quem gentes deprecabuntur:
Veni ad liberandum nos; jam noli tardare


quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Ó Adonai - 18/12

Ó Adonai
guia da casa de Israel,
que aparecestes a Moises na chama do fogo
no meio da sarça ardente e lhe deste a lei no Sinai
Vinde resgatar-nos pelo poder do Vosso braço.

O Adonai
et Dux domus Israel,
qui Moysi in igne flammæ rubi apparuisti
et ei in Sina legem dedisti:
Veni ad redimendum nos in brachio extento

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Ó Sabedoria - 17/12

Ó Sabedoria
que saístes da boca do altíssimo
atingindo de uma a outra extremidade
e tudo dispondo com força e suavidade:
Vinde ensinar-nos o caminho da prudência

O Sapientia
quæ ex ore Altissimi prodisti,
attingens a fine usque ad finem,
fortiter suaviter disponens omnia:
Veni ad docendum nos viam prudentiae

O que são as Antifonas do Ó e o ERO CRAS?

As Antífonas do Ó são sete antífonas especiais, cantadas no Tempo do Advento, especialmente de 17 a 23 de dezembro antes e depois do Magnificat, na hora canônica das Vésperas. São assim chamadas porque tem início com esse vocativo (Ó) e foram compostas entre o século VII e o século VIII, sendo um compêndio de cristologia da antiga Igreja, um resumo expressivo do desejo de salvação, tanto de Israel no Antigo Testamento, como da Igreja no Novo Testamento. São orações curtas, dirigidas a Cristo, que resumem o espítito do Advento e do Natal. Expressam a admiração da Igreja diante do mistério de Deus feito Homem, buscando a compreensão cada vez mais profunda de seu mistério e a súplica final urgente: «Vem, não tardes mais!». Todas as sete antífonas são súplicas a Cristo, em cada dia, invocado com um título diferente, um título messiânico tomado do Antigo Testamento.

A reforma liturgica pós Vaticano II, ao introduzir o vernáculo na liturgia, não esqueceu os textos das Antífonas do Ó, veneráveis pela antiguidade e atribuídos por muitos ao Papa Gregório Magno (+604). Ela os valorizou ainda mais com aclamação ao Evangelho da Missa, além de conservá-los como antífonas do Magnificat. Cada antífona é composta de uma invocação, ligada a um símbolo do Messias, e de uma súplica, introduzida pelo verbo "vir".

O acróstico ERO CRAS

Se lídas em sentido inverso, isto é, da última para a primeira, as iniciais latinas da primera palavra depois da interjeição «Ó», resultam no acróstico «ERO CRAS», que significa «serei amanhã, virei amanhã», que é a resposta do Messias à súplica dos fiéis.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

O que sinto e o que sei...

Sinto-me melhor contigo...
Mas está chovendo...
Será que estas são as lágrimas de Deus?
Não sei, só sei que se for, Ele está sofrendo!

Sinto-me mal comigo...
Não sei explicar...
Por que quando sentimos algo assim é difícil falar?
Não sei, só sei que é assim!

Sinto-me com vontade de nascer...
Porque há muito eu já morri...
Quando a gente saí da barriga agente morre pra Deus...
E voltamos pro Pai quando dizemos: Amém!

Sinto sono, tensão, desânimo, desconforto...
Sinto insegurança, temor, terror, impaciência...
Sinto falta de sentir-me bem como antes?
Não, sinto falta é de me sentir bem como nunca eu me senti!

Eu sinto muito...
Eu sinto dor...
Eu sento-me e sinto-me vazio...
Sinto-me entupido de nada...


Sentir eu sinto... Mas sem ter razões pra ser feliz!

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Pra celebrar no fim do ano!

Em sua face um semblante frio
Novamente chegou o fim do ano
E no interior do recinto um vazio
Reina absoluto, soberano

O vazio em teu peito incomoda
O eco do silêncio aflige os ouvidos mais apurados
Mas também incomoda os dispersos e desconectados
Teu coração e alma estão inertes

Final de ano e recomeço de uma nova expectativa
São sempre frustrantes estes sentimentos
Revelam que nada é como deveria ser
E o homem é mal, e vazio, e sem prazer!
Exceto o sofrimento, que para alguns é gostoso!
Principalmente quando quem sofre é o outro!

Fim de ano é tempo de celebrar
Comemorar a falsidade e os impostos
É hora de perdoar e perder o bom senso
É o momento de seguir no contra fluxo do resto da sua vida
Fazer o que os outros querem e esperam
Pra não acabar com as expectativas alheias

Cansado dessa hipocrisia?
Já não suporta mais tudo igual?
Pois é, você e eu não somos diferentes do espelho que o mundo levanta.
O muro não existe mais, mas algo separa
Nossa ignorância e o medo de ser Feliz!

Feliz Natal!

18 de Novembro - Loucura Protestante

Por que mais de 900 pessoas se mataram por causa deste homem? Até os ataques de 11 de setembro, a maior tragédia envolvendo ações d...