segunda-feira, 1 de junho de 2009

Tempestade Clara - Satisfação

Depois de ficar muito tempo sem postar, antes de escrever qualquer coisa é interessante me justificar. No final de maio minha vida sofreu um processo de reviravolta impressionante e meu tempo se reduziu. Agora, mesmo estando de frente a um computador praticamente 12 horas por dia, não estou com tempo.

Tempestade Clara

As aves sobrevoaram a instância naquele instante indefinido pelo relógio que corria no sentido anti-horário aceleradamente em um ritmo que fugia a cadência dos batimentos cardíacos.

Dentro de cada um, em algum momento da vida, já aconteceu uma tempestade que parecia com a confirmação das profecias dos finais dos tempos...

Chover é um verbo defectivo inconjugável na primeira pessoa no sentido literal, pois quando chove dentro da gente pode ser dito que eu estou chovendo neste minuto, logo eu chovo estaria correto... rsrs
A tempestade que cai dentro da alma tem a cor que agente quer.

Mas as tempestades interiores são com,o as águas de março, que passam e não se vão com o fim do verão... Apenas promessas de vidas!

2 comentários:

  1. Nossa! =X
    Chover é bom.
    Eu chovo.
    Mas tem chuva que vem alegre e tem chuva que vem pesada e carregada de tristeza.
    Mas a gente escolhe a cor. :)

    ResponderExcluir
  2. PS: adoro que não tenho que digitar palavras de confirmação aqui no teu blog. ^^

    ResponderExcluir

Top 7