Perspectiva

Olho pelo retrovisor e vejo um futuro distante
O passado constrói o presente
O futuro deste instante foi ontem
Numa linha intangível do tempo
Ergo os olhos pro céu e o que enxergo é o que não sei se existe
Universos distantes que se unem numa dança
Bailando e cantando a melodia do vento

Oussamos o cheiro, vejamos a música e sintamos o sabor da vida
Quem vê as estrelas no manto negro da noite calma
imagina um mundo pequeno
Mundo este que termina onde o campo da visão consegue alcançar
O garoto cego não põe limites ao mundo
Se você não enchergasse não haveria limites
Coloca-se limitações em cada momento
É melhor não poder porque é difícil
Do que porque não se dá conta de fazer

Destruir o que existe
Construir o fim
Caminha rumo ao desconhecido
Cada vez mais apressadamente
Correndo
Passos longos
Depressa
Rápidamente
Continuamente
Sem sentir o cheiro das rosas
das outras flores
sem ouvir os pássaros
sem viver a vida cumprida a sol...

Comentários

  1. Acho que a minha interpretação é baseada no tempo e na sua intespestuosidade do que no que se refere a falta dele. É um não tenho tempo pra cá, um não tenho tempo pra lá que me perco. Tempo é precioso. Tempo é raro, mas transforma a nossa vida em algo tão incerto que acaba sendo essa o grande barato de viver. Caminhar sem saber aonde irá parar...

    Valeu!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Obrigada pelo comentário no meu blog. Decidi retribuir a visita.

    É a primeira vez que visito seu blog e adorei.
    Você tb escreve mto bem... Parabéns.

    A forma como vc devagou pelas linhas do tempo e da vida, a escolha das palavras. mto bom.
    me fez pensar.

    tô buscando parcerias...
    tá afim de nos adicionarmos aos favoritos ou virarmos seguidores?

    té... bjo
    http://www.caminhandoentrepanos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. nossa, que texto bacana!
    parabéns!
    bjoka

    ResponderExcluir
  4. ai, ai, o futuro ^^

    :D
    nem ideia do que ele reserva =X

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sentimento Neutro

Eclesiástico: A alegria do coração é a vida do homem