terça-feira, 14 de junho de 2016

Segredo

Caro Amigo,

Eu preciso nesta noite de inverno conversar contigo
Em meu silêncio, o gelo qual inferno arde em meu peito, torna-se um perigo
Neste momento, no silêncio, tem-se ausência, perco a essência, fico frio
Há muito tempo desejo abrir meu peito e partilhar-te isto
Neste instante contar-te-ei algo sobre mim
Não é um segredo, mas carrego com medo, trago comigo
Espero que possamos no final desta conversa continuar amigos
Afinal, o que revelarei nem é tão mal assim
Mas preciso mesmo desabafar:
Eu sou bipolar!

Por isso, por vezes, esquivo-me do mundo
Fecho a porta do universo e tranco-me do lado de fora
Ou me ponho do lado de dentro, incomunicável
A solidão e os cantos me fazem bem
Nesta dimensão eu não machuco ninguém
Por isso, meu humor oscila
Por isso meu sorriso, às vezes, some
Mesmo assim, busco nas fases ruins distanciar-me de tudo e de todos
Quando tudo o que eu mais queria, era distanciar-me de mim.
Estratégia que só fere a mim
Por isso às vezes choro
Meu choro é por vezes a única saída!
Eu sou bipolar: guarde este segredo!

Top 7