sábado, 15 de agosto de 2009

Quarto de Criança

Um ursinho de pelúcia
Um pequeno herói de brinquedo
No boletim, uma denúncia
Seguro na mão do herói, perco o medo

Robôs e monstros enfeitam o quarto
São mais que adornos
Um sorriso aparece no porta-retratos
O leito sob a janela
O corpo semi-inerte quer se defenestrar

No chão daquele cômodo, brinquedos
Brinquedos de verdade e que despertam medo
Sequela da infância
Simplesmente lembrança
Escondido sobre a cama
Brincando de herói - segredo

Brinquedo brincando comigo
Não estou sozinho
Por isso, com o coração tranquilo, sigo
Afinal, brincar ainda não é pecado
É unicamente carinho
Não me sinto um maior abandonado
Não sei se faz sentido o que eu digo

Pegue meu carrinho debaixo da cama
Antes de apagar a luz e ir
Chegue perto do meu ouvido
Diz boa noite e fala que me ama!

7 comentários:

  1. Unico!
    Isso refere todo os meus elógios!

    http://princemorbido.blogspot.com
    passa la

    ResponderExcluir
  2. Que belas palavras.
    Parabens pela forma de se expressar.

    ResponderExcluir
  3. É tão lindo brincar, é tão lindo. Especialmente com as palavras. Abraços e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  4. Parabén pelo post.
    Nos dá uma nostalgia lembrar da infância, quando brincavamos.
    Ah...gostei da sua descrição no "Quem sou eu"
    =D

    Valeu pelo post no Literatura e Cinema

    Té mais

    ResponderExcluir
  5. bellissimo texto eu
    fiquei lendo e fiqui
    lebrando a minha infancia.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom ! Seu blog é muito rico hehehe!

    Abraço,! Sucesso!

    ResponderExcluir

Top 7