quinta-feira, 15 de julho de 2010

Vento e Brisa

Vento fraco
Brisa forte
Leve chuva de aço
Você em meu braço
Tempestade brusca
Vento soprando a sorte
Dia e noite
Medo da morte

Sol, chuva e arco
Retina, íris e tímpano
Arco-íris sobre meu barco
Quinta estação do ano
Vento que faz as ondas
Carrega meus medos

Vento forte
Ou fraco que bate
Leve brisa
Que toca minha fronte
Encontre minha face, lisa
Redundantemente, de frente

Vento que traz e leva
Brisa que simplesmente carrega
Vento que sopra e canta de leve
Brisa que existe e me entrega
Agrega-me sabor, frio e calor

Vento do céu
Brisa de hoje
Um tempo meu
Outro tempo teu

Vento e brisa que seguem
Carregando para um lugar comum
Adiante, convergente ou divergente
Paralela ou perpendicularmente
Leve contigo o vento da morte!

3 comentários:

  1. Que o vento leve também toda tristeza, toda naldade e nos traga de volta a inocência e a felicidade *-----*
    Lindo!
    beijos, beijos.

    ResponderExcluir
  2. Sempre invejo (positivamente) quem demonstra sua habilidade em versos. Coisa que para mim parece distante. Gostei do texto, gostei daqui.

    ResponderExcluir
  3. Faço das palavras da Larissa as minhas, e medo da morte é algo que me assombra.

    Beijos

    ResponderExcluir

Top 7