sexta-feira, 30 de julho de 2010

Quando o assunto é eleição 2 - PPfdP

Pois é... No último post falei um pouquinho sobre eleições e fique pensando como nós, brasileiros, somos desleixados quando o assunto é política e eleições. Então comecei a pensar como interessaríamos muito mais pelo pleito eleitoral se o formato da disputa fosse outro. Por exemplo, cada cargo deveria ser disputado em um ano, tipo: presidente em 2010, governador em 2011, e assim sucessivamente...

Neste novo formato de disputa, vou explicar como funcionária a eleição para o cargo executivo máximo de uma República Federativa, que serve de exemplo para os outros representantes do povo.

Na primeira etapa, os candidatos deveriam ser selecionados e dentre os inscritos para participar da disputa apenas 12 entrariam na etapa final da competição, opsss, digo, eleição. Outra coisa: daqui para frente a palavra candidato será substituída por participante. Continuando, os 12 participantes da disputa presidencial seriam trancados em uma casa, vigiados ininterruptamente por diversas câmeras.

Dentro do confinamento, longe de qualquer informação eles iriam batalhar para ganhar o voto popular (aliás, a votação por telefone ou pela internet teria um custo de 0,31+impostos, mas o valor arrecadado será doado a instituições filantrópicas, sem dedução fiscal). Por semana dois ou três participantes disputam a preferência do público nesta votação. E no final, apenas um presidente da república.

Dentro da casa, iríamos ver as conversas entre os adversários, perceberíamos quem é falso, quem chora, conheceríamos o caráter, princípios e valores e ainda de quebra poderíamos acompanhar as gostosas ou não que disputam o “cargo máximo” de biquine na piscina ou então vermos que eles também vão ao banheiro, fazer m#%¨@.

Por fim, o nome do programa PPfdP: Políticos Patifes filhos da P¨$@...

Enfim, depois falamos mais deste ato que iremos realizar supercontentes no mês de outubro!


P.S.1: Alguns problemas seriam: o que fazer com os que não vencessem a disputa. Acredito que as revistas não iriam vender muito com os ensaios sensuais dos participantes.

P.S.2: Outro problema é o horário de exibição. Impróprio para menores de 85 anos.

2 comentários:

  1. Super aprovada a sua ideia.
    Um BBB com politicos ia ser perfeito, e é claro, Pedro Bial apresentando com seus textos espetaculares no dia da eliminação... parece que o povo funciona melhor assim.

    Beijos Alam

    ResponderExcluir
  2. uahuahuahau
    BBB presidencial
    o BBB normal já é ruim... imagina com políticos!!
    mas como BBB é a única coisa q o povo assiste com vontade, tlz fosse melhora assim


    abçs
    flws

    ResponderExcluir

Top 7