Feliz dia 11 de setembro

Eu sei que 22 é o dobro de 11 e que o dia 11 de setembro já passou, mas como não vou falar de uma data específica, isto não importa. O tema deste texto é a complexidade numérica existente nas datas.

A matemática está presente em tudo. E explica diversas coisas que acontecem. Será?

Vejamos a lógica dos dias. Para começar, falemos de um dia lindo, 09/09/09, só tem nove, visto que zero é nada, se não é nada não existe, se não existe para que usá-lo? Então o dia ficaria escrito apenas 9/9/9, o que geraria problemas com os apocalípticos que teimariam em invertê-lo para formar o número da besta 666.

Outra conspiração numérica é que no dia 11 de setembro fica faltando 111 dias para acabar o ano. A soma algébrica dos algarismos que compõe o número 111 é três, coincide com a soma algébrica de 2001, ano que aconteceu o famoso ataque ao W.T.C., nos E.U.A., ambas siglas com 3 letras.

Outro dia interessante é o dia 29 de novembro, que durante três anos consecutivos é o 333º dia do ano, isto porque tem um ano que ele é o 334º, por causa de outro dia 29, este o de fevereiro, que vira bi (s-sexto) por causa das horas que ficamos devendo por causa do arredondamento.

Os números explicam tudo ou, então existem “loucos” que exageram e forçam a barra para parecer lógico, uma coisa que não tem necessidade de ser explicada. Prefiro acreditar nesta segunda alternativa a ser condicionado à numerologia, astrologia, zoologia, biologia, cartologia, sexologia e tantas outras orgias que existem por ai!

Para quem se perdeu (que nem eu) hoje é dia 22 de setembro e começou as 18 horas e 18 minutos a primavera em nosso hemisfério.

"Sob pó e fuligem os velhos troncos
sucumbem aos pequeninos botões
A prima vida volta e é vera"
Adélia Prado
Que venha o VerãO

Comentários

  1. Dizem que Deus criou o mundo usando os números.

    ResponderExcluir
  2. E depois da morte toda a nossa vida se resume em uma operação matemática...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sentimento Neutro

Eclesiástico: A alegria do coração é a vida do homem