4 anos depois

Republicando um textos mais estranhos que já escrevi: A morte do menino lindo, da sexta-feira, 04 de setembro de 2009.

Já ouvi falar que os seres humanos morrem... É natural que haja um ciclo da vida. Primeiro espera-se o parto, nasce, cresce, se reproduz, aprende durante todo este período e mais uma vez espera-se... desta vez, a morte. Mas às vezes este ciclo é quebrado antes da hora (ou não). Aliás, ninguém sabe o momento, mas é tão triste quando alguém parte sem que se espere sua partida... Quando na juventude a pessoa que teria tudo para ter uma bela e longa vida tem seu ciclo rompido. É triste, mas é assim a vida.

Mas o mais estranho deste tipo de morte é que, na maioria das vezes, quem morreu era sempre lindo, não tinha defeitos, era perfeito ou quase... Deste modo, mais do que quando envelhecido ou vítima de uma bala, tiro, soco, bomba, etc. e tal, quem morre naturalmente fica na mente de quem vive como sendo um ser humano ideal, que teve sua vida interrompida de modo cruel e injusto (toda morte é injusta?).

Hoje o menino lindo morreu, mas no mesmo instante uma linda menina partiu. Se os dois vão se encontrar em algum lugar é uma história que não poderei narrar. Eles se foram e deixaram os exemplos de sua curta, mas vivida e aproveitada vida. Porém a beleza do menino lindo, para quem fica, resume-se ao instante de sua nova vida, quando deixou de existir para quem jaz na terra e agora ele busca a perfeição da alma em um tempo e lugar relativo...

Repensando os valores contemporâneos da morte... Eu estou preparado para voltar para o céu. Para contemplar a face de Deus. Estou preparado não para descansar em paz, mas para estar em constante oração diante do Altíssimo em intenção de tantos que aqui sofrem. O descanso é para quem tem preguiça, e eu gosto de movimento. A vida é um sutil movimento do sopro do Espírito Santo. Ele me move e me anima, Ele dá sentido a alma que acrosticamente combina comigo: alam. Eu sou um pouco mais disso, mais alma, mais Essência Divina.

Hora de Deus: 03:43

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sentimento Neutro

Eclesiástico: A alegria do coração é a vida do homem