Sem Sentido

Em meio a água que cai neste instante lá fora
Em meio a esta chuva que rega a terra e molha
Em meio ao som do choro do céu
Eu deixo-me entregar a dor e do meu coração jorram lágrimas de sangue

A tempestade que agora cai
Vai passar e virá o sol!
Que glória se a dor que me consome
Tivesse o mesmo destino!

Tempo...
Passe...
Morte...
Venha...
Vida Eterna!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sentimento Neutro

Eclesiástico: A alegria do coração é a vida do homem